• janeiro 11, 2023
  • No Comment
  • 816

Como a Índia depende de medicamentos genéricos para se transformar em uma “farmácia mundial”?

Como a Índia depende de medicamentos genéricos para se transformar em uma “farmácia mundial”?

Fonte: Comprehensive South American Overseas Chinese Press

Como a Índia depende de medicamentos genéricos para se transformar em uma "farmácia mundial"?

O novo medicamento oral Paxlovid, da empresa farmacêutica americana Pfizer, foi recentemente vendido freneticamente na China continental, tornando difícil encontrar um medicamento. Ao longo dos anos, o governo indiano tem apoiado o desenvolvimento da indústria farmacêutica do país por meio de apoio político, melhoria das leis e negociações comerciais. Seu fornecimento de medicamentos genéricos representa 20% do total mundial e é vendido para mais de 200 países e regiões.

Paxlovid, um novo medicamento da coroa desenvolvido pela Pfizer, foi autorizado pela Food and Drug Administration (FDA) dos EUA para uso emergencial em 22 de dezembro de 2021. Um novo medicamento oral da coroa aprovado. De acordo com o acordo firmado entre a Pfizer e a Índia, várias empresas farmacêuticas na Índia estão autorizadas a produzir o Paxlovid. O medicamento oral Paxlovid produzido pela farmacêutica indiana Hetero será lançado no final de 2022 (a “caixa azul” que a Paxista o produz para sua subsidiária) e o preço é de cerca de 5.000 rúpias indianas por caixa. Comparado com o preço de compra original de mais de US$ 500 a caixa nos Estados Unidos e na Europa, o preço dos medicamentos genéricos indianos é inferior a 1/9 desse valor.

Marcas de medicamentos genéricos respondem por 20% da oferta global

O “Ta Kung Pao” de Hong Kong informou que os medicamentos genéricos não são “medicamentos falsificados”, mas sim medicamentos substitutos com a mesma dosagem, segurança, eficácia, método de administração, qualidade e características de desempenho dos medicamentos patenteados. Os medicamentos genéricos são populares em países de baixa e média renda devido aos seus preços baixos.

Os medicamentos genéricos são o segmento mais importante da indústria farmacêutica indiana, respondendo por 70% a 80% da receita total do mercado farmacêutico indiano. A Índia tem 60.000 marcas de medicamentos genéricos em 60 categorias terapêuticas, respondendo por 20% da oferta global, apelidada de “farmácia do mundo”, mostraram os dados. Entre as 20 maiores empresas de medicamentos genéricos do mundo, 8 empresas pertencem à Índia.

A indústria farmacêutica da Índia é dividida principalmente em matérias-primas, terceirização farmacêutica, exportação de preparações e medicamentos genéricos. Quase dois terços das exportações farmacêuticas estão concentradas na América do Norte, Europa e África. De acordo com o último relatório divulgado pela India Brand Equity Foundation (IBEF) sob o Ministério do Comércio da Índia, de 2021 a 2022, os cinco principais destinos de exportação da indústria farmacêutica indiana são os Estados Unidos, Reino Unido, África do Sul, Rússia e Nigéria.

As empresas farmacêuticas são livres para imitar qualquer medicamento

A ascensão da indústria de medicamentos genéricos na Índia percorreu um longo caminho. Quando a Índia se tornou independente em 1947, seguiu o “Patent and Design Act” da era colonial britânica. Esta lei protegia estritamente as patentes de medicamentos, o que levou ao monopólio do mercado farmacêutico indiano por grandes empresas farmacêuticas multinacionais, e era difícil para residentes pobres para encontrar remédios, especialmente para o tratamento do câncer.O preço dos remédios chega a ser 30 vezes maior que a renda per capita da Índia.

Sob a liderança da ex-primeira-ministra Indira Gandhi, a Índia promulgou a primeira “Lei de Patentes” após a independência em 1970, que transformou a proteção de patente de produto em proteção de patente de processo, permitindo que as empresas farmacêuticas indianas copiassem e produzissem qualquer medicamento à vontade. Como as empresas indianas adotam “tecnologia antiprocesso”, elas precisam apenas modificar ligeiramente a tecnologia de medicamentos patenteada pelo Ocidente ou adicionar alguns dos chamados ingredientes ativos para romper as restrições da proteção de patentes.

Depois que a Índia ingressou na Organização Mundial do Comércio (OMC) em 1995, ela repetidamente teve disputas com gigantes farmacêuticos europeus e americanos sobre questões de patentes. Sob a supervisão da OMC, a Índia revisou a Lei de Patentes várias vezes entre 1999 e 2005 para reconhecer tanto as patentes de processo quanto as patentes de compostos químicos. No entanto, o governo indiano posteriormente lançou o “Sistema de Licenciamento Compulsório de Patentes”, que estipula que, sob certas condições, como emergências nacionais, o direito ao licenciamento compulsório de patentes farmacêuticas pode ser exercido.

Além disso, o governo indiano também se reserva o direito de revogar ou recusar a concessão de patentes a empresas farmacêuticas multinacionais.

Desconfie da imitação de “medicamentos falsos”: a qualidade é preocupante

A Índia, que é famosa por seus medicamentos genéricos, não é totalmente confiável.Sua produção do novo medicamento oral Paxlovid, da Pfizer, causou uma tempestade de “medicamentos falsos”, e alguns medicamentos falsificados chegaram ao mercado da China continental. Segundo as estatísticas, apenas um quarto das 12.000 unidades de produção de medicamentos da Índia atende às especificações de produção emitidas pela OMS.

É relatado que o Paxlovid é um medicamento composto de ritonavir e naimatevir, mas os resultados do teste de várias “caixas verdes” pela equipe de espectrometria de massa do BGI mostram que o medicamento não possui o ingrediente principal, Naimatevir, que é usado para bloquear a proliferação de o novo coronavírus. Matt Way.

Além disso, houve um escândalo de “xarope venenoso” em uma fábrica farmacêutica indiana no ano passado, que despertou a atenção do mundo exterior sobre a qualidade de seus medicamentos. No início de outubro do ano passado, foi noticiado que cerca de 70 crianças morreram na Gâmbia, um país da África Ocidental, após serem suspeitas de terem ingerido 4 tipos de xarope produzidos por uma fábrica farmacêutica na Índia, o que despertou grande preocupação do mundo. Organização de Saúde.

A análise laboratorial revelou que o xarope para tosse continha quantidades excessivas de dietilenoglicol e etilenoglicol, substâncias tóxicas e potencialmente fatais para os seres humanos.

No final do ano passado, o Uzbequistão, um país da Ásia Central, informou que pelo menos 19 crianças morreram após tomar xarope para tosse produzido por uma empresa farmacêutica indiana. . Autoridades locais disseram que a dose de etileno glicol no xarope para tosse envolvido era 300 vezes maior do que o nível seguro.

中国十一长假画上了句号。在这个假期,4.22亿人次出游,本地游、周边游仍是出行首选,“反向旅游”登上热搜。

十一长假中国旅游收入超2800亿元人民币

中新经纬客户端报道,经中国文化和旅游部数据中心测算,2022年中国十一假期7天,中国国内旅游出游4.22亿人次,同比减少18.2%,按可比口径恢复至2019年同期的60.7%。实现国内旅游收入2872.1亿元(人民币,下同),同比减少26.2%,恢复至2019年同期的44.2%。全国文化和旅游假日市场总体安全平稳有序。

本地游、周边游仍是出行首选

中国文旅部称,受疫情影响,本地游、周边游仍是广大居民出行首选,中国十一假日期间选择跨省游和省内跨市游的游客比例分别下降了14.4和9.5个百分点。前往城郊公园、城市周边乡村、城市公园的游客占比居于前三位,分别达23.8%、22.6%和16.8%。北京、山东、沈阳等家门口城市公园,浙江黄贤森林公园、海南文昌椰林、福建源和1916创意产业园等举办的后备箱集市,为游客带来颇具烟火气的本地休闲和近程旅游体验。

中新网报道,此次假期,“反向旅游在年轻人中兴起”登上热搜,“反向旅游”成为今年的一大关键词。

不少年轻人从大城市涌向小城市,以低价享受高星酒店服务。去哪儿平台上,十一期间,“冷门”旅游城市酒店预订间夜量同比2021年同期增长超三成,其中高星酒店预订间夜量增幅明显,同比2021年同期增长四成。

甘肃临夏、宁夏石嘴山、青海海北、内蒙古巴彦淖尔、四川遂宁酒店四星、五星酒店“十一”预订量同比2021年增长均超10倍。

北京《经济日报》报道,北京第二外国语学院旅游科学学院副院长邓宁分析,今年中国国庆假期城市休闲活动较为火爆,剧本杀、特色街区、市集看展等活动热度明显回升;亲子游学产品及露营产品需求旺盛;自驾游和小众线路受到青睐,避开密集人群已成为消费者选择目的地的重要考量。

机票价格五年来最低

今年中国国庆机票价格创五年来同期最低。去哪儿平台数据显示,2022年十一“黄金周”机票平均支付价格约650元,同比2021年十一降低12%,较2019年低二成,10月3日-4日是假期价格洼地,低至500元。

9月以来,成都、上海等城市陆续恢复常态,十一长假期间旅游市场回暖。在去哪儿平台上,飞往上海、成都的机票平均支付价格分别为650、680元,同比2021年降低二成;酒店平均支付价格较2021年均有降低。

责任编辑:言言

Related post

Quando o presidente brasileiro Lula visitará a China? resposta oficial chinesa

Quando o presidente brasileiro Lula visitará a China? resposta…

Fonte: South American Overseas Chinese News Network Abrangente Quando o presidente brasileiro Lula visitará a China? resposta oficial chinesa O novo…
Rússia alerta que ‘presente de Ano Novo’ está se aproximando da OTAN

Rússia alerta que ‘presente de Ano Novo’ está se…

Fonte: Beijing Global Times Rússia alerta que ‘presente de Ano Novo’ está se aproximando da OTAN O presidente russo, Vladimir Putin,…
A OTAN e a UE assinaram uma declaração de cooperação para continuar a fortalecer o apoio à Ucrânia

A OTAN e a UE assinaram uma declaração de…

Fonte: South American Overseas Chinese News Network Comprehensive A OTAN e a UE assinaram uma declaração de cooperação para continuar a…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.